PREFEITO DIÓGENES ALMEIDA VISITA OBRAS DE ADUTORAS E POÇOS ARTESIANOS EM ITAPICURU E FICA FELIZ COM O ANDAMENTO DOS SERVIÇOS QUE EM BREVE PROPORCIONAR

Na manhã dessa sexta-feira, 30, o Prefeito Diógenes Almeida, acompanhado do Coordenador Operacional, do Núcleo Tobias Barreto da DESO, James Dória Ribeiro de Andrade e do Coordenador de Produção e Distribuição da Regional Sul, Alan Barreto Fontes, estiveram visitando as obras da adutora e poços artesianos, situados no município de Itapicuru no Estado da Bahia e que abastecerão o município de Tobias Barreto, evitando o colapso hídrico no município.


imprimir

Publicado em: 2018-11-30

Na manhã dessa sexta-feira, 30, o Prefeito Diógenes Almeida, acompanhado do Coordenador Operacional, do Núcleo Tobias Barreto da DESO, James Dória Ribeiro de Andrade e do Coordenador de Produção e Distribuição da Regional Sul, Alan Barreto Fontes, estiveram visitando as obras da adutora e poços artesianos, situados no município de Itapicuru no Estado da Bahia e que abastecerão o município de Tobias Barreto, evitando o colapso hídrico no município. O Prefeito Diógenes Almeida, ficou bastante animado em ver o avanço das obras que foram retomadas e já passam do Povoado Sambaíba, em ritmo acelerado. Aproveitando para agradecer ao Prefeito do município vizinho, Magno Souza e aos técnicos da DESO, pelo desempenho para que seja concluído no menor espaço de tempo. O Coordenador de Produção e Abastecimento da DESO, Alan Barreto, destacou a solução dos acessos aos Povoados, o que facilita e agiliza o serviço e garante sua conclusão no menor espaço de tempo, ofertando água de boa qualidade para o povo de Tobias Barreto. O Prefeito Diógenes Almeida e o Coordenador Operacional da DESO, James Dória, destacaram que na próxima semana, teremos uma caixa de passagem na altura do Povoado Boa Vista, a qual servirá para o abastecimento dos carros pipas, com a água oriunda dos poços que já estão operando, diminuindo assim as filas existentes hoje na DESO em Tobias Barreto, poupando assim a água da barragem, de forma a atender o racionamento necessário para que a mesma não seque.